Cuidados especiais em cada estação

OUTONO-INVERNO

No frio, as pessoas tendem a se aglomerar, o que facilita a transmissão de vírus e bactérias, principalmente se o sistema imunológico estiver mais frágil. Esta é a razão pela qual resfriado, rinite, gripe, sinusite, bronquite, pneumonia e asma se manifestam com mais intensidade nesse período do ano.

Crianças com menos de dois anos de idade são mais propensas a problemas respiratórios sérios, devido ao desenvolvimento ainda parcial do sistema imunológico e capacidade respiratória. Deve-se, portanto, evitar lugares fechados e a escola, enquanto a criança está resfriada ou com gripe, para reduzir as chances de que as outras também fiquem doentes. Uma medida importante para ajudar as defesas do organismo é manter o calendário vacinal em dia, o aleitamento materno exclusivo até o sexto mês e a higienização correta das mãos.

PRIMAVERA-VERÃO

Os cuidados especiais com as crianças nas estações mais quentes são, principalmente, com relação à hidratação (consumir muito líquido), proteção da pele (uso de filtros solares específicos para cada faixa etária e de preferência recomendados por pediatras) e ingestão de alimentos na rua, para evitar intoxicação devido à velocidade de deterioração provocada pelo calor.

As doenças respiratórias também têm incidência nessa época do ano em locais com temperatura bastante elevada e onde se faz uso frequente de ar-condicionado. Esses aparelhos deixam o ar desidratado, o muco protetor das vias aéreas fica ressecado e, sem os anticorpos e enzimas que atacam os germes, as infecções instalam-se.

Veja também